Farol da Nossa Terra – Concerto de comemoração dos 135 anos da Filarmónica de São João de Areias
quinta-feira, 20 julho 2017

Filarmónicas — Sexta-feira, 6 Agosto 2010 — 0 Comentários

Concerto de comemoração dos 135 anos da Filarmónica de São João de Areias

Imagem 002.jpgFoi uma jornada inesquecível aquela que se viveu ontem à noite, na comemoração dos 135 anos da Sociedade Filarmónica Fraternidade de São João de Areias, com o concerto comemorativo do aniversário, brindando ao mesmo tempo os emigrantes regressados à sua terra em gozo de férias.

De facto muitos emigrantes marcaram presença, entre eles alguns antigos executantes da Banda Filarmónica, assim como gente de toda a freguesia, o que apraz registar, contribuindo para a boa moldura humana que a apreciável adesão de público proporcionou. Se nos últimos tempos algo há que mais une as pessoas da freguesia de São João de Areias, a Filarmónica tem algum peso nisso, conforme o provou, mais uma vez, aquela moldura humana, assim como o prova o facto de a Filarmónica ter gente de todas as povoações ao seu serviço, afirmando-se, a par disso, como a mais significativa montra da vida associativa e cultural da freguesia.

Apraz registar, igualmente, a presença de um significativo conjunto de individualidades, entre as quais se contavam o pároco de São João de Areias, Pe. José António Almeida, o vice-presidente da Câmara Municipal de Santa Comba Dão, António Correia, o vereador Fernando Cruz, o presidente da Junta de Freguesia de São João de Areias, António Antunes, o presidente da Assembleia de Freguesia, José Ferraz, e o director do Conservatório de Música e Artes do Dão, Paulo Gomes.

Realce ainda para a presença do maestro João Fernando Silva, da Banda Alvarense, uma das melhores bandas do país, pertencente à Sociedade Musical Alvarense, de Casal de Álvaro (Águeda), o qual gentilmente se associou ao aniversário engrossando o naipe de clarinetistas da Banda Filarmónica de São João de Areias.

Sob a regência do maestro Pedro Carvalho, a banda executou, com grande acerto e ante a admiração geral, as peças “Hispânico”, “Kyrill”, “Phill Collins”, “Walking On Sunshine”, “Everest” e “Tiro Liro”, fazendo cabal afirmação da sua reconhecida evolução musical e enchendo de orgulho a comunidade, as entidades locais e todos quantos são peça importante no precioso trabalho que a banda faz sobressair, desde logo os directores, o maestro, os músicos e seus pais.

O orgulho de alguns pais redobrou, com toda a certeza, quando no final do concerto dez novos músicos foram chamados individualmente para receber uma lembrança da Filarmónica e um cheque de 50 euros que a firma Ribadão estabeleceu de prémio a cada aluno que conclua a formação na Escola de Música e transite para a Banda Filarmónica. Desta vez, foram contemplados André Filipe Antunes Lopes, André Lopes Rodrigues, Rui Pedro Martins Marques, Ana Rita Marques Oliveira, Inês Lopes Rodrigues, Leonardo José Ruas Costa, Fábio Nunes Marques, Gabriel Melo Santos Alves, Ashley Marin da Costa e António Manuel Oliveira Correia Pinto.

Outro momento importante da noite foi a homenagem da Filarmónica ao Padre José António Almeida, que brevemente vai deixar a paróquia de São João de Areias, atribuindo-lhe maior significado ao associá-la à comemoração deste marcante aniversário da vida da instituição. O presidente da Direcção, Vítor Borges, depois de justificar a homenagem, fez-lhe entrega de uma peça artesanal trabalhada em vidro. Além disso, foi-lhe oferecido um quadro com o teor do louvor que a Assembleia Geral, reunida no dia 31 de Julho, tinha aprovado, fazendo o presidente da Mesa da Assembleia a leitura pública daquele louvor e da correspondente apologia introdutória.

Seguiram-se as intervenções de agradecimentos, reconhecimentos e elogios, tendo usado da palavra o presidente da Direcção, o pároco, o vice-presidente da Câmara e o presidente da Junta de Freguesia. Chegou, por fim, o momento dos parabéns à Filarmónica, tocados pela Banda, e da partilha do bolo de aniversário, honra cedida ao Pároco.

Em cada um dos momentos, os aplausos do público, plenamente merecidos, soaram calorosos e entusiasmados, atestando o sucesso alcançado. Sobretudo elas, três pessoas mereceram o reconhecimento desse sucesso, nomeadamente o presidente Vítor Borges, o tesoureiro Sérgio Simões e o maestro Pedro Carvalho, assim como mereceram, de todo, o alívio do gesto da Câmara Municipal ao entregar, horas antes do concerto, o cheque com o subsídio do Ecobeirão respeitante ao ano 2009. Bela prenda de aniversário!…

.

LOUVOR

A história não se apaga, embora o esquecimento faça parte da condição humana. Como tal, a freguesia de São João de Areias, incluindo honrosamente a nossa Filarmónica, não apagará da sua história o Reverendo Padre José António que, com tanta vontade, tanta determinação e tanto saber, pastoreou esta paróquia na busca do bem comum, movido pelos grandes princípios da doutrina e da fé, como não podia deixar de ser ao ter escolhido colocar-se ao serviço da Igreja e do próximo.

Sempre reconhecemos no Reverendo Padre José António uma inteligência divina e uma capacidade de liderança impressionante. Soube equacionar as tensões sociais que enfrentou, impondo sempre a defesa de uma sociedade justa e o apelo e o respeito pela dignidade das pessoas, com particular e refinado carinho pelos idosos e pelos mais necessitados.

O Reverendo Padre José António fez-se sócio da nossa Filarmónica, uma honra que enobrece a instituição e que nunca deixámos de apreciar, como também apreciámos o excelente relacionamento e o desvelado apoio que sempre dispensou à Filarmónica.

O Reverendo Padre José António soube preservar as tradições no respeito pela nossa cultura, com um sentido de culto e de respeito que apreciamos e que, como agentes dessa cultura e das tradições da nossa terra, não podíamos olvidar.

É com tristeza que sentimos chegar a hora de o vermos partir para outra paróquia!… Resta-nos, pois, o conforto de a sua figura e a sua obra ficarem ligadas à paróquia, à freguesia e à nossa Filarmónica pelo coração e pela acção.

Por tudo isto, a Mesa da Assembleia Geral da Filarmónica, representando nesse entendimento os sócios, os órgãos directivos, o maestro, os músicos, os alunos da Escola de Música e todos os colaboradores, não podia deixar de prestar ao Reverendo Padre José António este preito introdutório no registo que aqui é feito do louvor aprovado na reunião da Assembleia Geral do dia 31 de Julho de 2010, exarado em acta com o seguinte e humilde, mas penhorado, teor:

«Proposto em conjunto pela Mesa da Assembleia, pela Direcção e pelo Conselho Fiscal, foi aprovado um louvor ao Padre José António Almeida, prestes a deixar a paróquia de São João de Areias, tendo o mesmo sido aprovado por unanimidade e aclamação. Foram tidos em conta o excelente relacionamento e o apoio que Padre José António sempre se prontificou a dispensar à Filarmónica».

São João de Areias, 05 de Agosto de 2010

Comemoração dos 135 anos da Filarmónica

Deixe um Comentário


Cronistas
Agenda
Agenda completa
Comentários Recentes
Últimos comentários