Terça, 21 Out 2014

Filarmónicas — Segunda-feira, 26 Dezembro 2011 — 0 Comentários

Convívio de Natal da Sociedade Filarmónica de São João de Areias

Imagem 001.jpg

À semelhança dos últimos anos, a Sociedade Filarmónica de São João de Areias voltou a assinalar a época natalícia com um jantar de convívio, juntando directores, músicos, alunos da escola de música e habituais convidados em agradável ambiente de confraternização, amizade e espírito de união.

Assim sucedeu sexta-feira, 23 de Dezembro, a partir das 20h30, no salão de festas da própria Filarmónica, apresentando uma moldura humana que ultrapassou a centena de participantes, entre os quais se contavam o vice-presidente da Câmara Municipal de Santa Comba Dão, António Correia, o vereador Fernando Cruz, o presidente da Junta de Freguesia de São João de Areias, António Antunes, o tesoureiro da mesma, Armando Pinto, os directores do Conservatório de Música e Artes do Dão, Paulo Gomes e Luís Matos, e a professora de música Cláudia Matos.

Cozinhada por Irene Durães, com apoio de Conceição Borges, Manuela Abrantes, Fátima Rodrigues e Paula Antunes, iniciadoras do grupo de Fãs da Filarmónica, e por elas servida, a refeição teve por prato principal deliciosos torresmos, acompanhados de batatas cozidas, complementada por entradas e sobremesa de várias espécies de doçaria, onde também se incluía o bolo-rei.

Além da sua prestável colaboração, aquele grupo de fãs fez oferta de uma parte dos produtos da refeição, o que também contribuiu para o cariz fraterno do convívio e deu real testemunho do espírito de união que se vive em redor do bom trabalho que a Filarmónica tem vindo a desempenhar.

Depois de todos terem o estômago bem composto, o entusiasmo acentuou-se ainda mais no momento da troca das lembranças com que cada um contribuiu para vincar o espírito natalício do convívio.

Boa disposição foi o que reinou do princípio ao fim do convívio e isso falou mais do que quaisquer palavras que pudessem ser ditas. Bastou o agradecimento do presidente da Direcção a todos quantos contribuíram para o êxito do convívio e aos convidados que honraram a Filarmónica com a sua amigável presença.

Foi, pois, mais uma jornada de fraterna envolvência e de frutuosa união, tendo em conta a importância que esses predicados têm na formação social dos jovens músicos, sobretudo ao verem-se acarinhados pelos mais velhos sem olhar a idades e daí colherem benéficos princípios de relacionamento.

Lino Dias

Deixe um Comentário

Cronistas
Agenda
Agenda completa
Comentários Recentes
Últimos comentários