XVII Festival de Folclore da Filarmónica de Cabanas de Viriato coroado de sucesso

IMG_7708.JPG

O Grupo de Danças e Cantares da Sociedade Filarmónica de Cabanas de Viriato realizou ontem, 20 de Setembro, o seu XVII Festival de Folclore, proporcionando mais uma jornada de muita animação e alegria e uma das melhores enchentes do salão Lagarto.

Neste encontro de união e intercâmbio cultural e etnográfico entre gente de terras diferentes, o grupo organizador convidou o Rancho Folclórico do Grupo Cultural da Freguesia de Midões (Tábua), o Rancho Folclórico de Fronteira e o Rancho Folclórico Lavadeiras do Mondego de Póvoa dos Mosqueiros (Santa Comba Dão), representares dos cantares e costumes dos distritos de Coimbra, Portalegre e Viseu, respectivamente.

Após o almoço de confraternização, confeccionado e servido pela “prata da casa”, seguiu-se, às 15h00, o desfile desde o monumento a Júlio de Barros Mendes até ao salão da Filarmónica, com o sol a juntar-se à festa, ainda que impiedoso na intensidade dos seus raios.

Como habitualmente, junto ao monumento fez-se uma homenagem àquele antigo director com um minuto de silêncio em sua memória e, como dito pelo ensaiador do rancho de Cabanas de Viriato, Rui Costa, também em memória de todos os falecidos que dedicaram tempo e esforço à Filarmónica ao longo dos seus 143 anos de existência.

Chegados ao salão, que se apresentava artisticamente ornamentado com bonitos e bem elaborados adereços rurais junto à boca do palco, os ranchos fizeram a apresentação inicial com uma passagem pelo palco, deixando ali os porta-estandartes para o ritual da colocação das fitas e a entrega de lembranças. Procederam àquele ritual o presidente e o vice-presidente da Câmara Municipal de Carregal do Sal, Rogério Abrantes e José Sousa Batista, respectivamente, o presidente da Junta de Freguesia de Cabanas de Viriato, José Figueiredo, e o presidente da Assembleia Geral da Filarmónica, José Pereira Dias.

O grupo anfitrião abriu as actuações, dando início a uma maratona de quase duas horas de danças e cantares, do inteiro agrado de quantos apreciam a expressão cultural que o folclore transmite. Cada qual no seu estilo, próprio da região que representa, todos os grupos rubricaram apreciada actuação, colhendo sucessivos e merecidos aplausos da assistência, entre a qual se contavam acompanhantes dos grupos convidados.

Para Rui Costa, coordenador e ensaiador do rancho organizador do festival, esta edição, a exemplo das anteriores, saiu coroada de sucesso em termos de execução e confraternização folclórica, tendo o próprio realçado ainda o bom convívio e a agradável animação que se viveu naquela tarde em Cabanas de Viriato.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*