Festival de Folclore do Rancho Folclórico “As Lavadeiras do Mondego” juntou quatro regiões do país em Póvoa dos Mosqueiros

IMG_0003.jpg

A antiga escola primária de Póvoa dos Mosqueiros acolheu no domingo, 05 de Junho, quatro grupos folclóricos convidados de outras tantas regiões do país, para participação no XXVII Festival de Folclore do Rancho Folclórico “As Lavadeiras do Mondego”.

Aquela aldeia do concelho de Santa Comba Dão conheceu, assim, um movimento inusitado de visitantes e de viaturas, em que se destacavam os três luxuosos autocarros que transportaram os grupos e seus acompanhantes de terras dos concelhos de Portalegre, Santarém e Vila do Conde.

O recinto de recreio da antiga escola, sede do grupo anfitrião, começou a fervilhar de gente ao almoço, ali servido aos grupos de folclore e acompanhantes, contando também com as honrosas presenças de Leonel Gouveia, presidente da Câmara Municipal de Santa Comba Dão, João Tomaz, vereadora da cultura, Zita Maria Moura, secretária da Junta de Freguesia de São João de Areias, e José Mário Antunes, tesoureiro da Junta.

Depois do habitual desfile por ruas da povoação, da passagem pelo palco para colocação das fitas nos estandartes e das habituais saudações, o rancho anfitrião, representativo da região da Beira Alta, iniciou as actuações, sucedendo-se depois o Grupo Folclórico de Fronteira (Portalegre), o Rancho Folclórico de São Martinho de Guilharéu (Vila do Conde), o Rancho Folclórico do Arneiro das Milhariças (Santarém) e o Rancho Folclórico “Os Alegres” de Treixedo (Santa Comba Dão).

O público, que acorreu em muito bom número, teve oportunidade de apreciar diferentes estilos de folclore e de costumes etnográficos, inerentes às tradições de cada região, completamente diferentes umas das outras, excepto no tocante aos dois grupos da Beira Alta (Póvoa dos Mosqueiros e Treixedo, ainda que um pouco diferenciados nas suas opções de reportório e traje.

Se a etnografia das quatro regiões representadas enriqueceu a presença daqueles ranchos, também os cantares, a tocata e a dança de cada um deles entusiasmaram a assistência, recebendo dela sucessivos e merecidos aplausos.

Um bom espectáculo, com impecável organização e boa opção na escolha dos grupos convidados.

Lino Dias

Fotos: Gerrit Kulik e Lino Dias

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*