Farol da Nossa Terra – Secretário de Estado das Autarquias Locais homologou o protocolo de ampliação da sede do Centro Recreativo de Póvoa dos Mosqueiros
segunda-feira, 22 maio 2017

Associações — Terça-feira, 11 Abril 2017 — 1 Comentário

Secretário de Estado das Autarquias Locais homologou o protocolo de ampliação da sede do Centro Recreativo de Póvoa dos Mosqueiros

IMG_0002.JPG

O secretário de Estado das Autarquias Locais, Carlos Manuel Soares Miguel, deslocou-se à aldeia de Póvoa dos Mosqueiros ontem, 10 de Abril, para homologar a assinatura do protocolo da construção de um anexo ao edifício principal do Centro Recreativo e Cultural, estabelecido entre a Direcção Geral das Autarquias Locais (DGAL), a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC) e a associação contemplada.

Celebrado no âmbito do Programa de Equipamentos Urbanos de Utilização Colectiva e aprovado por despacho do secretário de Estado das Autarquias Locais, o protocolo foi assinado por Sónia Alexandra Ramalhinho, directora-geral da Direcção-Geral das Autarquias Locais, Maria José Castanheira Neves, directora do Serviço de Apoio Jurídico e à Administração Local da CCDRC, e José Martins dos Santos, presidente da direcção do Centro Recreativo, depois homologado pelo secretário de Estado.

O protocolo estabelece que a DGAL procede à transferência de comparticipação financeira para execução da obra até ao montante máximo de 23.750 euros, correspondente a 50% do valor comparticipável da obra, que ascende a 47.500 euros. Entre outras cláusulas, o Centro Recreativo fica obrigado a assegurar a fiscalização da obra por técnico qualificado e a iniciar os trabalhos no prazo de um mês após a consignação da obra, que terá de ocorrer no prazo de 60 dias após a celebração do contrato.

Na mesa da cerimónia estiveram também presentes Leonel Gouveia, presidente da Câmara Municipal de Santa Comba Dão, Paulo Gomes, presidente da Assembleia Municipal, Serafim Rodrigues, presidente da Junta de Freguesia de São João de Areias, o presidente da Direcção e o presidente da Assembleia Geral do Centro Recreativo. Entre a assistência, em que se incluíam dezenas de populares e directores do Centro, destacavam-se as presenças de Eugénio Santiago, chefe da Divisão de Cooperação Técnica e Financeira da Direcção de Serviços de Apoio Jurídico e à Administração Local da CCDRC, Carla Cunha, vice-presidente da Câmara Municipal, Mário Silva e João Onofre, vereadores municipais, e Joaquim Rodrigues, deputado da Assembleia Municipal.

Nos discursos de circunstância, Leonel Gouveia congratulou-se com a assinatura do protocolo, referiu que a situação financeira da Câmara não permitiu apoiar as associações do concelho quanto queria e agradeceu à directora da DGAL a colaboração na reposição do equilíbrio das contas do Município. O presidente do Centro Recreativo afirmou que desde há quatro anos esperava por este momento, que considerou histórico para a Póvoa dos Mosqueiros ao receber pela primeira vez um membro do governo central, e agradeceu a todos quantos ajudaram na concretização do projecto. Armando Pinto, presidente da Assembleia Geral, reforçou os agradecimentos, destacou a acção do eng.º Eugénio Santiago e do presidente da Câmara no apoio obtido e referiu que “uma data histórica como esta” merecia a presença de mais gente da terra. Também o presidente da Junta de Freguesia evidenciou a honra da presença do secretário de Estado, dando depois os parabéns à direcção do Centro Recreativo pela assinatura do protocolo, e pediu ao governante que apoie outros projectos na freguesia.

Cabendo-lhe encerrar os discursos, Carlos Miguel, que foi presidente da Câmara de Torres Vedras de 2004 até 2015, disse que, pela sua experiência de autarca, sabe muito bem da importância que estes acordos de cooperação têm para as associações, frisando até que alguns “dinheirinhos” que lhes são concedidos se multiplicam como no milagre das rosas. Referiu também que esta candidatura foi contemplada entre muitas outras para que não existe capacidade de resposta, sendo fundamental na sua decisão de apoio a auscultação a cada presidente de Câmara para ter a certeza de que vale a pena fazer a parceria. «Se a Câmara puser 50 por cento, nós pomos os outros 50 por cento», acrescentou o secretário de Estado. Dirigindo-se ao presidente da direcção do Centro, salientou: «Vão ter melhores condições para as vossa actividades e o povo fica mais bem servido».

Depois da entrega de lembranças ao governante por parte da Câmara Municipal e da Junta de Freguesia, seguiu-se um lanche de confraternização no bar, dependência que passará a ter entrada directa para o anexo a construir. Ampliando a sede, do lado nascente, o anexo abrangerá uma área de 100m2 e ficará dotado de cozinha, forno, churrasqueira e sala de convívios. Segundo esclareceu o presidente da direcção do Centro Recreativo, a cozinha existente tem escoamento limitado, dificuldade em eliminar cheiros da comida e insuficientes condições de higiene, tornando-se indispensável a alternativa projectada.

Lino Dias

Um Comentário

  1. Alcina Nunes diz:

    A minha aldeia e as suas gentes estão de parabéns. Muito obrigada a todos que lutam para que não aconteça a desertificação que não morram as nossas aldeias. Todo o interior da Beira Alta se tem vindo a degradar por falta de gente jovem, de trabalho, de crianças. “Um obrigada muito especial ao meu amigo Zé”

Deixe um Comentário


Cronistas
Agenda
Agenda completa
Comentários Recentes
Últimos comentários