Farol da Nossa Terra – Carregal do Sal recebeu o primeiro espectáculo ao vivo na apresentação do CD “(des)Encontros” de Fernando Marques Ensemble
sábado, 19 agosto 2017

Espectáculos — Segunda-feira, 15 Maio 2017 — 0 Comentários

Carregal do Sal recebeu o primeiro espectáculo ao vivo na apresentação do CD “(des)Encontros” de Fernando Marques Ensemble

Num dia repleto de grandes acontecimentos e numa noite de muitas emoções, foi em Carregal do Sal que o grupo Fernando Marques Ensemble, de Coimbra, apresentou o CD “(des)Encontros” pela primeira vez num espectáculo ao vivo, no último sábado, 13 de Maio, com lugar no auditório do Centro Cultural, perante uma assistência próxima da centena e meia de presenças, muitas delas de Vila Meã, aldeia onde residem os pais, a irmã e outros familiares de Fernando Marques, um dos melhores intérpretes da canção coimbrã.

À alegria e às emoções da visita do Papa Francisco a Fátima na comemoração do centenário das aparições de Nossa Senhora e na canonização dos pastorinhos Francisco e Jacinta Marta, da conquista do tetracampeonato pelo Benfica e da vitória de Portugal no Festival da Canção da Eurovisão, pela voz de Salvador Sobral, juntou-se a particular satisfação de aquele grupo, criado em 2010 numa corrente de renovação da canção de Coimbra, ter dado a primazia a Carregal do Sal nesta primeira apresentação do seu CD.

Além de Fernando Marques, (guitarra de Coimbra), participaram no espectáculo Nuno Silva (voz), Jorge Cravo (voz), João Ferreira (piano), Manuel Coroa (guitarra de Coimbra), João Cação (contrabaixo), Raul Afonso (guitarra clássica) e Jorge Correia (violoncelo), revezando-se nos temas interpretados, à excepção de Fernando Marques, sempre presente em palco, autor da música de todos os temas do CD, de parceria com João Ferreira nos temas “Fado Passado” e “A Espera”. Foi precisamente com este último tema, cuja letra pertence a Helena Carvalho, que o grupo venceu em Almada, no passado mês de Abril, o Festival Cantar Abril, iniciativa com que a respectiva Autarquia pretende valorizar a música de intervenção e o seu papel histórico no alcançar das liberdades.

Além daqueles dois temas, o CD inclui ainda os temas “Desencontro” (letra de Fernando Pinto de Amaral), “O Outono e a Cidade” (letra de Fernando Dias Marques), “Balada do Fim” (letra de Nuno Camarneiro), “Pulsar” (instrumental, arranjo a partir do original de Miguel Drago), “Ondulações” (letra de Helena Carvalho), “Aqui Agora” (letra de João Rasteiro), “Balada dos Desejos Impossíveis” (letra de Fernando Pinto do Amaral) e “Não Sei de Amor Senão” (letra de Manuel Alegre).

Apesar de todo o reportório do CD ser um registo de novas sonoridades da canção de Coimbra, vertente que está na base da criação do Fernando Marques Ensemble em finais de 2010, o grupo não esqueceu as raízes da música de Coimbra e, como tal, finalizou o espectáculo com a interpretação dos clássicos “Toada para uma cidade” (letra e música de Jorge Cravo), cantado por Jorge Cravo, e “Saudades de Coimbra”, de António de Sousa (letra) e Mário Faria da Fonseca (música), cantado por Nuno Silva.

O espectáculo deu a possibilidade de o público poder conhecer as novas tendências da canção de Coimbra, pretendendo o grupo Fernando Marques Ensemble afirmar através deste CD que “há muito mais canção de Coimbra do que os lugares comuns”. Todos os temas mereceram caloroso aplauso da assistência e no final o grupo saiu fortemente ovacionado, com todos de pé.

Ao agradecer as presenças e as facilidades concedidas pela Câmara Municipal para a realização do espectáculo, Fernando Marques anunciou que o CD vai ter a segunda apresentação pública na próxima quinta-feira, 18 de Maio, no Conservatório de Música de Coimbra, no âmbito da programação das “Quintas do Conservatório – Sagração da Primavera ’17”.

Lino Dias

Deixe um Comentário


Cronistas
Agenda
Agenda completa
Comentários Recentes
Últimos comentários