Farol da Nossa Terra – Fernando Marques Ensemble venceu o Prémio Edmundo Bettencourt 2017
quinta-feira, 20 julho 2017

Música — Sábado, 8 Julho 2017 — 1 Comentário

Fernando Marques Ensemble venceu o Prémio Edmundo Bettencourt 2017

FM.jpgFernando Dias Marques, com raízes familiares em Vila Meã, aldeia do concelho de Carregal do Sal, acaba de ver a sua condição de um dos melhores intérpretes da Canção de Coimbra ser reconhecida com a atribuição do Prémio Edmundo Bettencourt 2017 ao seu projecto musical Fernando Marques Ensemble, que criou em finais de 2010, centrado na valorização da palavra, em estreita ligação à poesia, e na abertura a outro tipo de instrumentos e linguagens musicais.

Este novo galardão foi obtido através do trabalho discográfico CD (des)Encontros, editado no final de 2016, apresentado em Carregal do Sal pela primeira vez num espectáculo ao vivo, em Maio de 2017, no auditório do Centro Cultural. De realçar que um mês antes, em Abril, tinha vencido o prémio Ary dos Santos com o tema “A espera”, em Almada, no âmbito do Festival Cantar Abril 2017.

A atribuição do prémio, com valor pecuniário, no montante de cinco mil euros, foi oficializada com a entrega do respectivo diploma na sessão solene do Dia da Cidade de Coimbra, no passado dia 4 de Julho, no salão nobre dos Paços do Concelho.

O Prémio Edmundo de Bettencourt foi instituído pela Câmara Municipal de Coimbra, em 25 de Novembro de 2002, com o objectivo de homenagear o poeta e cantor presencista Edmundo de Bettencourt (1899-1973), figura principal na inclusão, nos anos 20 do século XX, do modernismo musical na Canção de Coimbra, e de galarCD.pngdoar os trabalhos deste género musical em formato CD (com o mínimo de 10 temas) que tenham sido edição de autor ou de editoras, com distribuição comercial, no decurso dos dois anos civis anteriores ao da edição do prémio.

Inicialmente, o Prémio pretendia incentivar a criação de novos temas e o aparecimento de novos valores na Canção de Coimbra, mas foi reformulado quatro anos depois de forma a torná-lo mais abrangente, simples e apetecível com o alargamento a trabalhos que não sejam originais, passando os trabalhos a concurso a ser constituídos maioritariamente por temas cantados, originais ou não.

Lino Dias

Um Comentário

  1. Carlos Peixeira Marques diz:

    Parabéns, Fernando.

Deixe um Comentário


Cronistas
Agenda
Agenda completa
Comentários Recentes
Últimos comentários