Farol da Nossa Terra – Festa/comício da rentrée política da candidatura do PS de Carregal do Sal juntou duas centenas de pessoas
quarta-feira, 20 setembro 2017

Política — Sábado, 9 Setembro 2017 — 0 Comentários

Festa/comício da rentrée política da candidatura do PS de Carregal do Sal juntou duas centenas de pessoas

IMG_0002.JPG

Nem o surpreendente frio da noite nem o futebol transmitido pela televisão impediram que duas centenas de pessoas estivessem ontem presentes na Festa/Comício da rentrée política da candidatura do PS de Carregal do Sal às eleições autárquicas do próximo dia 01 de Outubro.

Além do presunto no espeto e da animação do Grupo Cordas Partidas, de Mortágua, foi também a expectativa das intervenções dos principais candidatos que juntou toda aquela gente em espaço ao ar livre junto ao edifício da Biblioteca Municipal.

Paulo Catalino, mandatário da candidatura liderada por Rogério Abrantes, presidente da Câmara Municipal, defendeu que o PS é o partido “melhor preparado” e que “tem melhores pessoas” para o desenvolvimento do concelho. Médico do Centro de Saúde desde há dois anos, afirmou que foi precisamente por se ter apercebido que o PS tem os “melhores projectos para o concelho” que quer continuar a trabalhar e a viver em Carregal do Sal.

As ideias que a juventude do partido tem para o concelho foram apresentadas por Francisco Silva, da JS, as que irá entregar a Rogério Abrantes, segundo disse, para que façam parte do seu programa de acção para os próximos quatro anos. Entre essas ideias, apontou o aproveitamento dos espaços fluviais dos rios Mondego e Dão para que o concelho seja também conhecido e apetecido a esse nível, podendo rivalizar com concelhos das redondezas, conforme frisou.

Porquê votar no PS? Foi a pergunta que Jorge Gomes, recandidato à presidência da Assembleia Municipal, colocou ao iniciar a sua intervenção e à qual também respondeu, dizendo: “A lista do PS é, de longe, a que tem mais qualidade, que dá mais garantias, com pessoas que já provaram que sabem gerir os dinheiros públicos”. Disse ainda que os candidatos do PS “revelam experiência, têm projectos e dominam essas situações”.

Foi com um pedido à oposição para que se deixe de demagogias, de manipulações e de mentiras, “como se estivéssemos em 1970”, e fale com verdade que Rogério Abrantes exibiu documentos a provar essa verdade e a irrealidade de acusações feitas à acção deste Executivo, sobretudo no que toca à situação das ETAR, esclarecendo que “nem um risco” havia na Câmara há quatro anos com vista à recuperação das mesmas e que agora já há projectos concretizados e prontos a nova candidatura, em Janeiro de 2018, dos fundos do quadro comunitário Portugal 2020.

De entre um amplo rol de importantes acções desenvolvidas neste seu primeiro mandato à frente da Câmara, Rogério Abrantes realçou que a dívida do Município foi reduzida em dois milhões de euros; foi renovada a frota de viaturas com a aquisição de nove viaturas e uma retroescavadora novas e está a ser negociada a aquisição de uma buldózer; foram adquiridos dois depósitos de água, no valor de 40 mil euros, e um gerador, no valor de 30 mil euros, para prevenção de falhas de água e electricidade no Centro Cultural; e que brevemente Carregal do Sal terá o seu parque urbano, deixando de ser necessário procurar esse lazer em Tondela.

Refutando acusações sobre os gastos com a Feira da Pinha e do Pinhão, disse Rogério Abrantes que nunca o concelho teve tanta visibilidade como agora, sendo conhecido “por todo o país e pelo mundo fora”. Aplicando aí o adágio “é preciso semear para colher”, questionou se quem critica queria colher sem semear, o que reportou como prova de ideias ilusórias e sem nexo. Relativamente ao emprego, lembrou que quando chegou à Câmara havia 600 a 700 pessoas no concelho sem emprego e agora só há 200 “e muitas delas porque não querem trabalhar”, segundo acusou. Ao refutar também a acusação acerca dos preços da água, perguntou se foi ele que em 2007 assinou o contrato para agora o darem como culpado dessa situação, e prometeu que brevemente haverá novidade a esse respeito, resultante dos esforços que o Executivo tem vindo a fazer.

A mudança do estaleiro da Câmara para o espaço da feira semanal foi outra das medidas referidas por Rogério Abrantes de entre outros trabalhos e outros projectos a fazer, adiantando que a Câmara está a negociar a aquisição de terreno para onde a feira semanal e as festas do concelho serão mudadas. Ao terminar, deixou uma nota de apreço ao trabalho desenvolvido pelos vereadores da sua equipa executiva, concluindo que é nessa equipa que acredita para que Carregal do Sal seja um concelho ainda melhor, mais desenvolvido e onde as pessoas gostem de viver. Depois de mencionar os nomes principais das listas do PS, juntaram-se-lhe no palco os cabeças de lista à Assembleia Municipal e às Juntas de Freguesia.

Nem todos se incomodaram com o frio da noite, ficando muitos por ali depois daquelas intervenções a saborear o resto do presunto assado no espeto e a apreciar a animação do grupo musical de Mortágua, prevalecendo naquele ambiente a confiança e a esperança de que o PS volte a ganhar a Câmara.

Lino Dias

 

Deixe um Comentário


Cronistas
Agenda
Agenda completa
Comentários Recentes
Últimos comentários