Associação dos Bombeiros Voluntários de Cabanas de Viriato comemorou 82 anos de existência

Missa dominical, bênção de viaturas e almoço de convívio assinalaram a comemoração

do 82.º aniversário

IMG_0002.JPG

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Cabanas de Viriato completou 82 anos de existência no dia 07 deste mês de Setembro e comemorou-o internamente e de forma informal no passado dia 17, domingo.

Apesar do contexto interno e informal, o programa incluiu a celebração da eucarística dominical da paróquia, transferida da igreja para o quartel dos bombeiros, mas mantendo a normalidade de se destinar à comunidade em geral.

A celebração revestiu-se de uma conciliação especial por o pároco, Carlos Alberto Sousa, ter revertido o ofertório da missa para a associação, no valor de 250 euros. Além disso, no ofertório foram levados ao sacerdote celebrante um capacete branco, um capacete vermelho, um saco de primeiros socorros e um rádio de comunicações. Como foi descrito no momento da entrega daquele equipamento, o capacete branco simbolizava o comando e as chefias e, por isso, lhes foi dirigida a prece de que saibam liderar os bombeiros com profissionalismo e espírito de missão. O capacete vermelho representou o corpo activo, tendo a respectiva prece ido no sentido de que os bombeiros continuem a ser voluntários por opção e profissionais na acção. Representando a área pré-hospitalar, o saco de primeiros socorros foi apresentado com a prece de que os bombeiros sejam cuidadores de todos os que deles precisarem. Em representação do sistema de comunicações, o rádio simbolizou a prece de que aos bombeiros não falte a capacidade de comunicar e dialogar uns com os outros.

Na sua homilia, o sacerdote teve palavras de apreço e louvor para com o trabalho dos bombeiros, acrescentando-lhe a história de um menino de seis anos doente de leucemia terminal, ao qual a mãe perguntou se alguma vez pensou o que queria ser quando crescesse tendo o filho respondido que sempre quis ser um bombeiro. Ela contou a situação ao comandante do corpo de bombeiros da sua zona e perguntou-lhe se era possível o filho dar uma volta no carro dos bombeiros, tendo o comandante, comovido, dito que podia fazer mais que isso e combinou o dia em que o filho seria levado ao quartel, para ser bombeiro honorário por um dia, prometendo até que lhe ofereceria um uniforme completo. No dia combinado, o comandante foi ao hospital, vestiu o uniforme ao menino e levou-o num camião dos bombeiros ao quartel. Esteve na central do quartel, ocorreram três chamadas, e acompanhou os três pedidos de socorro, em veículos diferentes (tanque de água, ambulância de paramédicos e carro do comando). O menino ficou tão profundamente comovido que viveu três meses a mais que o previsto. Uma noite, todas as suas funções vitais começaram a cair dramaticamente e a mãe ligou ao comandante a perguntar se seria possível enviar um bombeiro para estar junto ao menino no momento trágico. O comandante respondeu que podia fazer mais que isso e estaria daí a cinco minutos no hospital, com o corpo de bombeiros, para visitar um dos seus mais distintos elementos. Pouco depois, estenderam uma escada até ao andar onde o menino estava e 16 bombeiros entraram no quarto pela janela. Todos o abraçaram e disseram-lhe que o amavam. O menino olhou o comandante e perguntou se era mesmo um bombeiro, recebendo como resposta que sim, que era um dos melhores. Com estas palavras, o menino sorriu e fechou os olhos para sempre. Foi uma história comovente, de que o sacerdote reproduziu a moral de que, quando alguém estiver diante do pedido de pais, irmãos, filhos, parentes e amigos, se comprometa a dizer sempre que pode fazer mais do que isso.

No final da celebração, José Pereira Dias, presidente da Direcção, agradeceu a disponibilidade do pároco e o produto do ofertório. Expressou também gratidão aos fundadores da associação, a todos os que por lá passaram e aos beneméritos, pedindo depois uma salva de palmas para os actuais bombeiros. Realçou ainda o “trabalho brilhante” das direcções na construção das “magníficas instalações” da associação e considerou justo referir que o comandante Fernando Campos “vai para além da sua missão” e que isso facilita o trabalho da Direcção.

Seguiu-se a bênção de uma viatura (autotanque) de apoio logístico especial (VALE), uma ambulância de socorro (ABSC) e uma viatura dedicada ao transporte de doentes (VDTD). O autotanque foi adquirido na presidência do anterior presidente da Direcção, Júlio Manuel Almeida e Sousa, ainda este ano. A ambulância foi adquirida com o apoio de Carlos Adolfo Figueiredo e os donativos do cortejo de oferendas de 2016. A outra viatura (VDTD) foi comprada com o apoio de amigos nos EUA (Jorge Abreu, Fernando Albuquerque, José Russo, Flávio Correia e Vítor Castanheira). Além da água-benta da bênção, também o champanhe molhou as viaturas, abrindo-se uma garrafa por cada viatura.

Tiago Borges e José Galo, de Alvarelhos, num gesto benemerente, ofereceram as pás de porco assadas no espeto e o seu trabalho para o almoço do convívio final da comemoração do aniversário da associação, restrito a bombeiros, directores e familiares, num total de sete dezenas de participantes. Não faltou o bolo de aniversário, o cantar dos parabéns e palavras de cumprimentos e agradecimentos, proferidas por José Pereira Dias (presidente da Direcção) e Luís Humberto Fidalgo (presidente da Assembleia Geral).

Lino Dias

2 Comments

  1. “Apesar do contexto interno e informal, o programa incluiu a celebração da eucarística dominical da paróquia, transferida da igreja para o quartel dos bombeiros, mas mantendo a normalidade de se destinar à comunidade em geral.”

    Das duas uma, ou o contexto interno e informal, não foi assim tão interno e informal, ou a normalidade da eucaristia dominical foi politicamente deturpada.

    DESAFIO: Procurem na fotografia 15. Talvez descubram alguma presença surpreendente. Continuamos a misturar associativismo/com opções e promoções políticas e agora para compor o ramalhete juntamos religião.

    NÃO HAVIA NECESSIDADE!!

    PARABÉNS AOS BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE CABANAS DE VIRIATO!

  2. PARABENS aos BOMBEIROS VOLUNTARIOS de CABANAS de VIRIATO pela passagem do 82 ANIVERSSARIO,e que contem muitos mais ANOS sao os votos da FAMILIA CASTANHEIRA. Elizabeth, Estados Unidos da America.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*