Primeira sessão dos Fóruns Norgarante em Viseu

Tem início nesta quinta-feira, 9 de novembro, em Viseu, a sexta edição dos Fóruns Norgarante, iniciativa anual da sociedade de garantia mútua que opera predominantemente nas regiões Norte e Centro para suscitar o debate entre decisores empresariais, instituições financeiras, agentes do sistema científico e tecnológico, dirigentes associativos, líderes de opinião e consultores sobre um assunto relevante da agenda económica nacional.

Entrados já na segunda metade do período de vigência do Portugal 2020, estará em debate um tema decisivo para a economia do país e o futuro das nossas duas regiões mais exportadoras: a competitividade.

Até ao fim do mês, o assunto irá ser debatido em quatro sessões, a realizar noutras tantas cidades do Norte e Centro. “Empresas e Territórios pela Competitividade” é o mote desta sexta edição do evento, com a realização do qual os responsáveis da Norgarante pretendem “atualizar o debate e intensificar a reflexão sobre uma temática central para a sustentabilidade do tecido empresarial português”, para que se “reforce a articulação de atores e iniciativas tendentes à promoção de uma crescente valorização da competitividade” no nosso país.

Em Viseu, a conferência inaugural destes Fóruns Norgarante realiza-se na Pousada da cidade, na tarde desta quinta-feira, e tem como principal orador Jorge Brandão, vogal da Comissão Diretiva do CENTRO 2020 – Programa Operacional Regional do Centro 2014-2020, que falará sobre “Dinâmicas de investimento e competitividade territorial”. Durante a intervenção, o dirigente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro abordará a operacionalização do designado “Sistema de Apoio à Reposição da Competitividade e Capacidades Produtivas”, instrumento recentemente criado pelo Governo para a reposição da capacidade produtiva das empresas da região Centro diretamente afetadas pelos incêndios do passado dia 15 de outubro.

Seguir-se-á um painel de debate, moderado pelo jornalista viseense Paulo Ferreira, sobre o tema central da sessão, em que se farão ouvir o quadro bancário Rui Fernando Teixeira, em representação da Associação Portuguesa de Bancos; o empresário João Guedes, sócio-gerente da Insercol – Serralharia e Coberturas, de Moimenta da Beira; e o empresário e docente universitário Arlindo Cunha, presidente da Comissão Vitivinícola Regional do Dão.

Depois de Viseu, os Fóruns Norgarante prosseguirão em Braga (no dia 16), Ílhavo (a 23) e Porto (a 29). Apesar de partilharem o mesmo formato (orador principal e painel de debate pluridisciplinar), as quatro sessões têm intervenientes diferentes, de acordo com o contexto económico local. O propósito dos promotores é obter, no final, um mosaico de opiniões e experiências sobre a forma como as empresas e os territórios das regiões mais exportadoras do país “se posicionam quanto aos desafios da competitividade, pelas implicações, nomeadamente, que acarretam em matéria de inovação, capacitação e internacionalização”.

Os fóruns sobre “Empresas e Territórios pela Competitividade” são organizados e promovidos pela Norgarante, umas das quatro sociedades operacionais do Sistema Nacional de Garantia Mútua, que aproveitará a iniciativa para promover os seus serviços às empresas. Em Viseu, falarão Teresa Duarte, presidente da Comissão Executiva, a abrir, e Luis Filipe Costa, presidente do Conselho de Administração, no encerramento.

.

Olga Sousa

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*