Solar de Santa Eufémia é destaque no mês de Novembro em «Mangualde, o nosso património!»

A campanha «Mangualde, o nosso património!» destaca, no mês de novembro, o Solar de Santa Eufémia, em Tibaldinho. Promovida mensalmente pela autarquia, esta campanha tem como objetivo aproximar a população do património mangualdense do mais belo que existe no concelho.

Com esta campanha todos ficam mais próximos do vasto esplendor patrimonial do nosso concelho. Nesse sentido, continua a ser colocada, em vários pontos de encontro do concelho, informação sobre o monumento/património apresentado. O património material e imaterial vai sendo apresentado consoante a categoria com a qual foi classificado: arqueologia, pelourinhos, fontes, palacetes e religiosos, bem como outros bens patrimoniais. Cada categoria será representada por uma cor que a distingue das restantes.

Foram já vários os bens patrimoniais destacados por esta campanha nos últimos três anos. Deixamos de seguida apenas alguns exemplos. Em maio último, destacamos a Igreja de São Silvestre de Pinheiro de Baixo e de Cima e Picota: tecnologia antiga, no mês de junho, os Vestígios de Outrora: Vila Nova de Espinho, em agosto Paredes que falam da História, em setembro o Santo António dos Cabaços. As últimas campanhas contemplaram a Arquitetura modernista em Mangualde, Tribunal de Mangualde e Português Suave. Ao arrancar 2017, o destaque foi para os Refrigerantes Condestável… de Abrunhosa do Mato no mês de janeiro e para os Bordados de Tibaldinho… património das culturas populares, no mês de fevereiro. No mês de março, o destaque foi para a Casa dos Condes de Mangualde, no mês de abril foi para a Fonte de Ricardina, em maio para Pinheiro de Tavares ao tempo do Império Romano, em junho para a capela de São Domingos de Ançada, em julho, a Carvalha…a nostálgica lembrança de um património e em agosto, a Capela de Santo António, em Mesquitela. Em setembro, apresentou-se a Fundação de Nossa Senhora da Saúde de Cunha Alta, sendo o passado mês de outubro dedicado aos Símbolos Maçónicos.

SOLAR DE SANTA EUFÉMIA, EM TIBALDINHO

De construção iniciada no século XVII, o solar de Santa Eufémia, em Tibaldinho, enraíza a sua designação na capela que lhe está anexa. Formando com a residência um ângulo recto, desenha o pátio interno através do qual se faz todo o acesso. É na fachada frontal da capela que se concentra todo o esforço decorativo daquele conjunto arquitectónico. O seu frontão, ladeado por volutas e pináculos, abrindo espaço para o escudo das armas dos Amarais e Pessoas, testemunha a feição barroca, contrastando com a severidade das linhas direitas do restante edificado. No interior da capela, o arco triunfal em silhares graníticos, ricamente pintado, abre para a capela-mor que acolhe um retábulo de fino recorte rococó. Logo acima do sacrário joanino, uma peanha sustenta a imagem de Santa Eufémia.

Num dos muros do pátio, a fonte, em granito, datada de meados do século XVIII, e proveniente, por todo o século XIX, do vizinho Real Mosteiro de Santa Maria de Maceira Dão, é decorada por azulejaria que guarnece o nicho central de abrigo à imagem de Nª Senhora com o menino.

O solar, inserido numa vasta quinta agrícola, está classificado como Imóvel de Interesse Municipal, desde 2005.

Coordenadas geográficas: 40º 36.149 | 7º 50.753

 António Tavares

Gabinete de Gestão e Programação do Património Cultural

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*