Virgem Suta animam “Vinhos de Inverno” em Viseu

Num ano recheado de concertos um pouco por todo o país, com direito a passagem pelo Brasil, é chegada agora a vez de os Virgem Suta levarem a festa até Viseu. A banda é um dos nomes em destaque na programação do evento enoturístico “Vinhos de Inverno”, onde atua sábado (2 de dezembro) às 22h, na Tenda Jardins de Inverno.

Em palco, Nuno Figueiredo e Jorge Benvinda brindam-nos com uma sonoridade luminosa e bem-humorada, capaz de nos deixar de alma cheia e sorriso rasgado de orelha a orelha, mesmo nos dias mais negros.

Na bagagem, a dupla de Beja – que em palco se faz acompanhar por Hélder Morais, Bruno Vasconcelos e Jorge Costa – levará canções incontornáveis como “Dança de Balcão”, “Linhas Cruzadas”, “Maria Alice”, “Ela Queria” ou “Dia Sim”.

A história dos Virgem Suta não é a história normal das bandas de hoje em dia. Não foram descobertos através do Myspace, não fizeram uso das autoestradas da informação para conquistar os milhares de fãs. Valeram-se de duas guitarras, da voz e da quase “ousadia” de uma mão cheia de canções e, sem exageros líricos, as suas autoestradas foram outras.

Não descartam a tradição, transpiram portugalidade e assumem-no. Mas são tão contemporâneos que a raiz portuguesa só lá está porque não têm outro remédio. Não tenhamos dúvidas que se fossem espanhóis, tocariam castanholas. Assim, tocam adufe e cavaquinho porque é isso que lhes é natural. A isto aliam uma ironia que aparece a espaços, insólita, não de riso fácil, mas daquele que só é esboçado depois de se ter desconstruído a mensagem.

.

Fotografia: Paulo Segadães
Hugo Morgadinho  |   Contos da Praça

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*