Segunda edição da Festa do Torresmo e das Tradições confirmou o sucesso desta nova iniciativa da ARCA

Dando continuidade a uma das suas principais actividades, lançada há um ano, a Associação Recreativa e Cultural de Alvarelhos (ARCA) realizou no passado fim de semana, dias 01, 02 e 03 de Dezembro, a segunda edição da Festa do Torresmo e de Tradições de Alvarelhos.

Tendo como palco o Centro de Ocupação, Lazer e Troca de Saberes (antiga escola primária, remodelada e adequada para este tipo de eventos), inaugurado na primeira edição desta actividade, o Núcleo Juvenil de Animação Cultural de Oliveirinha (NACO) e a Universidade Sénior de Carregal do Sal (USCSAL), repetentes neste certame, brindaram a assistência com um espectáculo de música e teatro na noite de sexta-feira (dia 01). O NACO, através do seu talentoso grupo jovem “Naco de Gente”, apresentou o sketch “O Projetor Avariado” e a USCSAL repetiu as peças “Oftalmologista” e “Ópera”. De permeio, o grupo coral da USCSAL interpretou três bonitas canções do seu reportório. O espectáculo agradou em pleno, divertindo quem esteve presente e colhendo merecidos aplausos.

No sábado, pelas 15h00, deu-se abertura às exposições de artesanato, desta vez abrigadas em tendas montadas fora do salão e participadas pelos artesãos Irene Costa, Anabela Silva, Ana Moreira, Helena de Belém, Sandrina Freitas, António Abrantes, Fernanda Henriques e Alzira Lopes. Juntou-se-lhes a Associação de Produtores Florestais do Planalto Beirão, de Carregal do Sal, numa tenda de divulgação dos seus serviços, incluindo a oferta de um saquinho com sementes (pinhões) de pinheiro manso.

Naquele dia deu-se também início aos torresmos, servidos ao jantar no salão, a partir das 19h00, num ambiente aquecido pela lareira de parede da antiga escola primária, bem mais confortável que o frio agreste suportado pelos artesãos nas respectivas tendas, e animado musicalmente pelo teclista Jorge Andrade. A Confraria Gastronómica e Enófila de Terras de Carregal do Sal, através de um número significativo de confrades, associou-se àquele manjar tradicional, dando-lhe um colorido especial com os seus trajes característicos.

A reabertura das exposições, pelas 10h00, principiou o programa do terceiro e último dia da festa, completado com o almoço de torresmos e a animação do Grupo de Cavaquinhos de Vila Meã. A Confraria voltou a estar representada por três confrades trajados a rigor, tomando parte no almoço em companhia de Rogério Abrantes, presidente da Câmara Municipal de Carregal do Sal, de Cristina Borges, vereadora, e de António Borges, presidente da Junta de Freguesia de Oliveira do Conde.

Num balanço desta iniciativa, a organização considerou que o objectivo foi cumprido, apesar de lhe parecer que as datas mais indicadas possam ser na segunda quinzena de Novembro, altura em que ainda não se nota a simultaneidade de festas de Natal no concelho e a consequente concorrência na adesão de populares. Quanto à importância da iniciativa, salientou que na sua génese estão marcos identitários da povoação de Alvarelhos, como as tradições da Porca de Alvarelhos e da Queima da Comadre e do Compadre, que a ARCA quer manter vivas, a par dos momentos de lazer e de prazer que proporciona à população, nos quais se insere a gastronomia tradicional à moda antiga. Expressou um agradecimento à presença de todos os que compareceram e aos expositores, agradecendo também a Fernanda Henriques o azulejo alusivo à festa que a ARCA ofereceu a cada grupo participante. Manifestou ainda o compromisso de tudo fazer para consolidar a Festa do Torresmo e de Tradições de Alvarelhos, a par das caminhadas temáticas e do Circuito Intermunicipal de Natação.

Lino Dias

2 Comments

  1. O meu agradecimento à ARCA pelo carinho que teve sempre comigo. Gosto do Jornal da minha terra e algumas Associações e as pessoas que me conhecem sabem que estou disponivel no que puder para o meu Concelho quer em nome pessoal quer em nome da nossa Confraria Gastronómica enófila e cultural das terras de Carregal do Sal. O espírito que me move e o mesmo de todos os Confrades. Agradeço o carinho com que sou tratada por todos. Obrigada Farol da Nossa Terra . Obrigada ARCA. Obrigada ao Senhor Presidente da Câmara que tem tambem um espírito de orgulho em preservar e conservar o que de bom há na minha terra. É uma pessoa empenhada na conservação e divulgação da nossa Cultura e Tradições. Obrigada senhor Lino pela pessoa que é

  2. Obrigado pelas considerações respeitante ao Farol da Nossa Terra e à minha pessoa. Caíram bem fundo… Tudo de bom, sobretudo com saúde, e um Santo Natal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*