BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DA COVILHÃ – 0501

TEIXEIRA DA SILVA  *

Teixeira da Silva.JPG

.

COVILHàé uma cidade com cerca de trinta seis mil e trezentos habitantes no seu perímetro urbano. A cidade é conhecida por ser uma das portas de entrada para a serra da Estrela e pela sua indústria de lanifícios que, embora em acentuada decadência, continua a ser a imagem de marca da localidade. É sede de um município criado em 1186 e, em nossos dias, formado por vinte e uma freguesias, com a área total de 555,60 quilómetros quadrados ocupada por sensivelmente cinquenta um mil, setecentos e cinquenta habitantes de ambos os sexos (dados do recenseamento do ano de 2011), o que transporta à densidade populacional de 93,2 quilómetros quadrados. O concelho adotou como orago o São Tiago.
.
ASSOCIAÇÃO HUMANITÁRIA DOS BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DA COVILHàé o corpo de bombeiros que tem como área de atuação todo o concelho, possuindo o seu atual quartel/sede instalado na Rua Doutor Júlio Maria da Costa.
Esta associação foi fundada em 21 de julho de 1875 pelos ilustres João Cândido Pinto e António João Baptista. Nos anos iniciais a corporação esteve bastante elada à indústria têxtil, muito por culpa do seu dirigente, José Maria Silva Campos Melo. Por curiosidade, o primeiro serviço de saúde prestado por estes bombeiros foi efetuado com uma maca e uma padiola no longínquo ano de 1892; contudo a grande prova de fogo chegou em 09 de julho de 1900 com o ataque a um violento incêndio que eclodiu no antigo “Theatro Callega”. Nova participação num outro incêndio que teve lugar na Mineira e que, infelizmente, custou a vida de oito pessoas, aconteceu em junho de 1907. Por todas estas participações terem sido, apesar de tudo e de todas as dificuldades, coroadas de sucesso foi a corporação distinguida com a medalha de ouro de serviços prestadas pela edilidade covilhanense. Continuando na senda das homenagens, foi a mesma corporação agraciada em 03 de fevereiro de 1928, com o grau de cavaleiro da ordem militar da torre e espada, valor, lealdade e mérito. Por decreto outorgado em 10 de fevereiro de 1931 é considerada de “utilidade pública”. Por último, em 1978 recebe o crachat de ouro da liga dos bombeiros portugueses, no congresso realizado no Estoril.
A área servida por esta corporação de bombeiros abrange uma universidade, quatro parques industriais, várias escolas e hotéis, tendo criado um grupo especialista em salvamento de montanha no ano de 1993.
.
(Baseado na página web da própria associação) 
.

* Gondomar, Porto, Portugal

1 Comment

  1. Fiquemo-nos na bonita cidade covilhanense para desejar a todos os carregalenses presentes e ausentes umas magníficas entradas no NOVO ANO e que este represente o corolário de todos os vossos desejos. Obrigado por me irem aturando.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*