Coro Polifónico NACO Cantat e Orfeão de Seia brilharam em concerto na igreja de Carregal do Sal

Depois da surpreendente qualidade revelada nas suas duas primeiras actuações públicas, no ano passado, uma na sessão solene do feriado municipal, dia 17 de Julho, e a outra na estreia oficial, dia 26 de Novembro, na igreja de Oliveira do Conde, o Coro Polifónico NACO Cantat, do Núcleo de Animação Cultural de Oliveirinha (NACO), voltou a surpreender na sua apresentação em Carregal do Sal, no domingo, 07 de Janeiro, perante uma enchente da igreja de São Brás.

A juntar a isso, o NACO teve o cuidado de convidar um dos mais experientes e prestigiados coros polifónicos, o Orfeão de Seia, fundado há quarenta anos e tido como grande embaixador da música da região de Seia no país e no estrangeiro, já com participação em mais de mil concertos e com digressões em Espanha, França, Itália e República Checa.

Poucas ocasiões terão havido ultimamente para ver a igreja tão cheia, de tal forma que um dos coros teve de sentar-se em redor do altar enquanto o outro actuava. Rara terá sido também a ocasião em que se ouviram ali aplausos tão entusiásticos e tão agradecidos.

Na apresentação do espectáculo, José Manuel Figueiredo, presidente da direcção do NACO, após os respectivos agradecimentos, referiu que o NACO, enquanto instituição cultural de referência, não poderia deixar passar uma falha tão importante na matriz cultural concelhia como era a falta de um coro polifónico e tomou a iniciativa de o criar, reunindo as condições necessárias em Abril de 2017. Surgiu assim o NACO Cantat, pela necessidade de preencher um espaço de cultura no âmbito do movimento associativo do concelho, que tão rico é nas actividades que promove.

O maestro Cristóvão Ramalho tomou a si a responsabilidade de pegar em quarenta candidatos a coralistas e valorizar as suas potencialidades. Fê-lo com tal sucesso que, conforme palavras ali ditas pelo presidente do NACO, “cometeu o feito” de os pôr a cantar bem em tão pouco tempo.

Primeiro a exibir-se, o coro carregalense cantou “Signum”, de Tielman Susato, “Dona Nobis Pacem”, de Mozart, “Tourdion”, de Pierre Attaingnant, “Coro das Maçadeiras”, de Luiz Freitas Branco, “A Senhora de Aires” e “Ronda”, de Fernando Lopes Graça. No último cântico, o público, não estando informado de que o reportório ia terminar, ficou expectante, em silêncio, a aguardar que o NACO Cantat prosseguisse a actuação, tendo então o maestro afirmado que é bom sinal quando o público fica à espera de mais e lembrou que o grupo foi criado há apenas sete meses e, como tal, não houve tempo para preparar mais peças. Rematou: “Dêem-lhes tempo, têm música para muito mais!”.

Na apresentação do seu grupo, disse o maestro Ricardo Almeida que faltavam alguns coralistas, mas não se deu por essa falta, tendo o Orfeão de Seia cantado e encantado num concerto abrangente, dividido em duas partes. Na primeira, os seus experientes e talentosos coralistas cantaram “Cristus Natus Est Nobis”, de João José Baldi, “Cantava em Nossas Campinas”, de David Willcocks, “Na Noite de Natal”, “Vamos a Belém”, de Manuel Faria, “Alegria de Natal”, de França Campos, “Natal de Elvas”, de Mário de Sampayo Ribeiro, e “Benedicat Vobis, de G.F. Haendel.  A segunda parte foi preenchida com “Samaritana”, de Amílcar Morais, “Swing Low” (espiritual negro tradicional) e “Canção do Mar”, de Ferrari Jr.

Houve troca de lembranças e agradecimentos mútuos por parte de Paula Teixeira, presidente da direcção do grupo convidado, e de José Figueiredo, presidente do grupo anfitrião. O presidente do NACO agradeceu a presença de tanta gente, com referência especial às presenças do pároco José Fernando Silva, de Jorge Gomes, presidente da Assembleia Municipal, e António Pinto, presidente da Junta de Freguesia. Depois, também aqueles dois autarcas usaram da palavra, tecendo as melhores referências aos dois coros e felicitando-os pelo excelente desempenho.

O NACO Cantat volta a apresentar-se às gentes do concelho no dia 27 de Janeiro em Beijós, no dia 24 de Fevereiro em Cabanas de Viriato e no dia 25 de Março em Parada, com concertos nas respectivas igrejas paroquiais.

Lino Dias

1 Comment

  1. Novos concertos nas próximas semanas em Beijós, Cabanas de Viriato e Parada. Que Bom! Ainda bem que vamos ter mais oportunidades para ouvir e ver o Coro Polifónico NACO Cantat.
    É muito saudável, muito interessante, toda esta actividade cultural que vai acontecendo entre nós: música, teatro, musicais, etc.

    António Abrantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*