Casal da Torre reviveu a tradição da festa em honra de Nossa Senhora das Candeias

Realizou-se no domingo, 04 de Fevereiro, em Casal da Torre, a festa religiosa em honra de Nossa Senhora das Candeias, padroeira da paróquia de Currelos/Carregal do Sal.

Foi iniciada às 14h00 com a tradicional procissão de velas, seguindo-se a missa solene e a habitual bênção das crianças na igreja matriz, cujas cerimónias foram presididas pelo pároco José Fernando Silva e contaram com a presença de muitos fiéis.

A procissão de velas significa que Jesus é a luz que ilumina o mundo, assim evocado depois de ter sido apresentado pela Virgem Maria e por São José no templo de Jerusalém diante do sumo-sacerdote Simeão, sendo que a data em que se celebra Nossa Senhora das Candeias (2 de Fevereiro) está associada ao dia da apresentação de Jesus ao templo, quarenta dias após o seu nascimento.

Também chamada de Nossa Senhora da Luz, Nossa Senhora da Candelária, Nossa Senhora da Apresentação e Nossa Senhora da Purificação, a Nossa Senhora das Candeias era tradicionalmente invocada pelos cegos.

A crença popular associa-lhe um presságio do estado do tempo: “Se a Nossa Senhora das Candeias estiver a rir, está o Inverno para vir, se estiver a chorar, está o Inverno a passar”. Quer isso dizer que se estiver sol no dia 02 de Fevereiro o frio está para durar e ainda temos mais uns tempos de invernia, mas se chover nesse dia, o inverno está a acabar.

Como no dia 2 (dia de Nossa Senhora das Candeias) e no dia 4 (dia da realização da festa) o sol raiou, parece que o presságio deu certo, pois o frio tem-se acentuado e ainda perdura.

.

Lino Dias

(Fotos de arquivo)

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*