Reagir 2018 – As artes de Leiria dão luta ao cancro

“Reagir 2018 – As artes de Leiria dão luta ao cancro” é um espetáculo solidário que decorrerá dia 23 de fevereiro no Teatro José Lúcio da Silva, com a participação de artistas leirienses de várias áreas, como a dança, a música e a performance. Os bilhetes para esta espetáculo já estão à venda no Teatro, e o valor reverterá para o Hospital de Dia de Oncologia do CHL.

«Chamámos “Reagir” a este projeto ao qual quisemos dar a forte carga simbólica do processo de luta contra o cancro», explica Helder Roque, referindo «que desde logo somos chamados a reagir nas escolhas que fazemos na nossa vida para termos hábitos saudáveis que nos ajudem a prevenir a doença, mas também quando fazemos os rastreios para deteção precoce do cancro, ou quando temos de enfrentar a doença, nossa ou de familiares ou amigos». «A nossa reação, a forma positiva como conseguimos enfrentar a doença, fazem toda a diferença para um futuro com esperança e saúde», destaca.

Neste espetáculo participarão a Orquestra do Orfeão de Leiria, o Coro do Hospital de Santo André, da SwingSamp, da escola de dança Annarella, de André Barros e dos Whales, e ainda de Sofia Lisboa, ex-Silence 4, ela própria com uma história pessoal de doença oncológica, e que se tem dedicado ao voluntariado por esta causa. Para receber o público estará patente no foyer do Teatro José Lúcio da Silva uma exposição com pósteres informativos sobre diversas patologias oncológicas, quadros feitos e oferecidos pelos utentes do Hospital de Dia ao Serviço, e ainda fotografias que ilustram os diversos serviços e atividades realizadas no Centro Hospitalar de Leiria.

Numa outra iniciativa que liga as artes à luta contra o cancro, está a decorrer um leilão de obras oferecidas por três artistas leirienses. Uma fotografia que Integrou a exposição “As Long As We Have Each Other”, que esteve patente nos Encontros de Fotografia de Braga em 2012, da autoria do músico David Fonseca, antigo companheiro de Sofia Lisboa nos Silence 4; uma pintura de óleo sobre madeira intitulada “A Carta” da artista plástica Sílvia Patrício, autora do retrato dos pastorinhos para a cerimónia de canonização em Fátima; e uma escultura em madeira de amieiro com patine policromada intitulada “Coração partido” do artista plástico Abílio Febra.

Todas as verbas angariadas nas iniciativas tem como objetivo a melhoria das condições de conforto, bem-estar e apoio técnico das instalações onde os doentes oncológicos são tratados, no Hospital de Dia de Oncologia do CHL. Os interessados poderão contribuir participando nas iniciativas agendadas, comprando o bilhete para o espetáculo ou adquirindo uma das peças a leitão, ou ainda depositando o seu donativo na conta solidária “CHL – Reagir” com o IBAN PT50 0007 0223 0028 3990 0096 1.

.

Ana Frazão Rodrigues

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*